quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Por que o automobilismo é proibido na Suíça?


O automobilismo é um dos esportes mais famosos, mais populares e também mais caros do mundo. No Brasil, as categorias mais conhecidas são a Fórmula 1 e a Fórmula Indy, dentre outras tantas nacionais, com o a Stock Car, por exemplo. O grande centro do automobilismo mundial, porém, é a Europa. Mas um de seus países mais tradicionais, a Suíça, não permite o esporte.
A Suíça, conhecida como um país neutro, neste caso é bem firme em sua decisão: corridas de automóveis não são permitidas em seu território. Mas você, fã de Fórmula 1, pode perguntar: E o Grande Prêmio da Suíça, que ocorria até alguns anos atrás? Pois bem, ele era disputado, na verdade, na França, próximo à fronteira com o país, mais precisamente na cidade de Dijon-Prenois.
Um dia, porém, as corridas eram permitidas. Inclusive, o Grande Prêmio da Suíça de F1 chegou a ser realizado dentro de seu território de 1934 até 1954, na cidade de Berna. Mas em 1955 foi iniciado o veto. Neste ano, ocorreu um grande acidente nas 24 Horas de Le Mans, tradicional prova francesa. O acidente, em que dois carros colidiram e um atingiu a área em que se localizava o público, matou mais de 80 espectadores, além do piloto francês Pierre Levegh.
Então, o governo suíço, por considerar o automobilismo muito perigoso, o baniu do país. Esse veto chegou a ser retirado em 2007, porém, em 2009, o senado do país retornou a proibir eventos do tipo.
Mesmo assim, o país já teve 25 pilotos na Fórmula 1. O mais recente é Sébastien Buemi, que compete atualmente pela Toro Rosso.

Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário